lirando

Sede da Aafit (DF) recebe o nome do primeiro vice-presidente da Febrafite

O edifício que abriga a sede administrativa e social da Associação dos Auditores Tributários do Distrito Federal (Aafit), no Lago Norte, em Brasília, vai ganhar um novo nome: Complexo Administrativo e Social da AAFIT Lirando de Azevedo Jacundá, em solenidade a ser realizada em maio deste ano.

Por iniciativa do presidente da associação, o auditor fiscal Antônio Luiz Barbosa, a medida foi aprovada por unanimidade pelo Conselho Deliberativo da Aafit, como homenagem pelos relevantes serviços prestados à categoria fiscal do Distrito Federal, e por ter sido o idealizador e construtor da sede, inaugurada em 20 de dezembro de 2002.

“Essa mudança no nome é uma justa homenagem, em vida, ao Lirando, que é sem dúvida o maior representante do Fisco distrital e um dos maiores em nível nacional. Ele foi o idealizador e o construtor da nossa grandiosa sede administrativa e social e se dedicou, profundamente, desde a compra do terreno até a sua inauguração. Por isso, não haveria nome melhor para receber essa homenagem”, destacou Barbosa.

Para o presidente da Febrafite Roberto Kupski, a iniciativa também representa o reconhecimento da atuação do dirigente, ex-presidente da Federação por dois mandatos (1999 – 2000) e (2000 – 2002), e primeiro vice-presidente há 16 anos. “Recebemos com muita alegria e orgulho o ofício da filiada Aafit. Lirando é um líder que nunca mediu esforços para defender a carreira de auditores fiscais, respeitado por todos e sempre atuante em busca de um Estado com mais justiça fiscal e, consequentemente, um Brasil melhor para todos”, considera kupski.

Presidente da Aafit por cinco mandatos, Lirando Jacundá sentiu-se honrado com o reconhecimento dos colegas do Fisco estadual, em especial aos do Distrito Federal, pela significativa homenagem, que ficará eternizada na sede da associação brasiliense.

“Essa homenagem é muito significativa para mim. Sou grato do fundo do coração a todos os meus amigos e colegas auditores fiscais, especialmente os que compuseram comigo as diretorias da nossa querida Aafit, nos cinco mandatos que estive na Presidência. É emocionante saber que meu nome ficará gravado na nossa belíssima sede, que acolhe todos os auditores ficais do Distrito Federal e seus familiares”, disse Jacundá.


Um pouco mais sobre Jacundá

Além de exercer o cargo de primeiro vice-presidente da Febrafite, Lirando de Azevedo Jacundá, 61 anos, é coordenador-geral do Prêmio Nacional de Educação Fiscal e um dos idealizadores da premiação, que destaca anualmente as melhores práticas que atuam com a temática da importância social dos tributos e a qualidade dos gastos públicos, em benefício de todos.

Auditor Fiscal do Distrito Federal aposentado, casado, pai de três filhos (duas meninas, um menino e já com três netos), Jacundá é ex-presidente do Tribunal Administrativo de Recursos Fiscais do Distrito Federal (TARF/DF), com formação em Direito.

Nas eleições municipais de 1976, foi eleito vereador pelo então MDB em sua terra natal, Arraias (TO), no período do regime militar.

Ele orgulha-se por fazer parte da diretoria da Febrafite desde a sua criação, na Assembleia Geral realizada em Santa Catarina (SC), em março de 1992, entidade que representa mais de 30 mil Auditores Fiscais Estaduais em todo o país. Ao longo de sua trajetória profissional recebeu várias homenagens e condecorações, entre elas, o título de Cidadão Honorário de Brasília, em 2001.

Breve histórico da associação 

A história da Aafit (Associação dos Auditores Tributários do Distrito Federal) começou pouco depois da inauguração da capital federal, em 21 de agosto de 1963.

Nesta data, 34 servidores do Fisco, na época fiscais de Renda e Auxiliares de Fiscalização, realizaram uma Assembleia Geral de Constituição do Centro Social e Cultural da Fiscalização de Rendas de Brasília, denominação originária da atual Aafit.

Na oportunidade, Elmo Tambosi foi eleito o primeiro presidente da associação. Até hoje, a associação teve 15 presidentes.

No decorrer dos anos, a associação passou por várias mudanças em sua denominação por causa das alterações na nomenclatura dos cargos de seus associados. Quando surgiu, em 1963, foi intitulada Centro Social e Cultural da Fiscalização de Rendas de Brasília. Em 1972, Associação dos Agentes Fiscais de Tributos. Já em 1976, passou a se chamar Associação dos Funcionários do Fisco do Distrito Federal (Unifisco). No ano seguinte, Associação dos Agentes Fiscais de Tributos do Distrito Federal. Em 1985, Associação dos Auditores Fiscais do Tesouro do Distrito Federal. Desde 19 de setembro de 1989, a entidade consagrou o nome atual.

Complexo Administrativo e Social da AAFIT Lirando de Azevedo Jacundá, além do belo projeto arquitetônico e da excelente localização, a 12 km do Congresso Nacional, possui infraestrutura que reúne áreas administrativas e de lazer em um ambiente amplo e moderno, de quase três mil metros quadrados.

Os 400 associados têm à disposição quatro salões de festas, auditório, salas de treinamento, laboratório de informática, piscinas, consultórios odontológicos, dentre outros serviços.

A associação dispõe, ainda, de uma pousada com 18 apartamentos no município de Prado, na Bahia, situado na Costa das Baleias, considerada uma das mais belas áreas de turismo e lazer do Brasil.

 

Fonte original: http://www.febrafite.org.br/sede-da-aafit-df-recebe-o-nome-do-primeiro-vice-presidente-da-febrafite/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *